CAMPO DOS GUAICURUS

CAMPO DOS GUAICURUS

domingo, 6 de maio de 2012

A ARTE DE IGNORAR


REFERÊNCIA DA IMAGEM

fotolog.com

A ARTE DE IGNORAR.Pressão social. Como em tudo nos objetos sociais, duas vertentes principais de entendimento, geral e pessoal (a palavra específica é muito específica). As esferas de pressão social são internas e externas, mas muito mais vem de fora, por isso é muito valiosa a arte de ignorar. Você pode encontrar um soco no estômago a cada esquina, um tabefe na cara a cada cinco minutos; aguenta? Então sai da chuva ácida. Há quem pague o preço, são os eróis (que até os agás vão perdendo), não é fácil ser herói, por isso tanta gente diz sutilmente ou diretamente que é mera estupidez. Sim, é preciso aplicar a arte de ignorar quando a crítica, tão salutar, mas tal qual óleo de rícino, bastante antipático remédio é naturalmente recusado. Tudo tem preço, encharcar o facebook alheio, preço: alta nos níveis de indiferença; mentir no facebook, preço: perdas invariáveis e invariáveis de valor pessoal; Ignorar tudo no facebook, preço: descobrir que você existe muito menos que pensava. Equilíbrio, equilíbrio é a arte suprema do ser, mas, ao menos às vezes, às vezes mais às vezes do que se possa pensar, é preciso ignorar sem ser ignorante. Entre tantas coisas chocantes das quais não conseguimos nos desviar o suficiente de saber, uma me chamou a atenção e lamentei muito pensar na família do sujeito, nas dores comuns e impossíveis de se quantificar... Um jovem fez determinadas críticas pessoais a assuntos gerais e sofreu ataque forte em sua página... veio a se suicidar... Fraco, mas quem pode de fato condená-lo... Ele deveria ter ignorado... Estaria vivo, ao menos, embora melancólico e decepcionado. Não inventamos o mundo... Mas podemos reinventar o nosso, ser mais de bem com o mais importante: SER, e aí é importante a arte de ignorar... ao menos às vezes... às vezes... E seguimos...

Nenhum comentário: