CAMPO DOS GUAICURUS

CAMPO DOS GUAICURUS

domingo, 29 de janeiro de 2012

SEUS LINDINHOS! SEUS LINDOS! TODOS NAS TETINHAS OS FILHOTINHOS E AFILHADOS! "INOCENTES"...



REFERÊNCIAS DAS IMAGENS

espacoseries.com
malhacao.orgcategory/personagens-malhacao
casadocanibal.blogspot.com

DESCONFIO QUANDO VEJO SÓ GENTE BONITA EM UM GRUPO, EM UMA FOTO, AINDA MAIS RELACIONADA A "GENTE" PÚBLICA. O nepotismo, o puxa-saquismo, são cânceres que fazem o mesmo mal no privado ou público. "Se és capaz". Basta por esse título no Google e se encontra uma poesia brilhante, de Rudyard Kipling, aquele que criou Mogli, o menino lobo. Rudyard Kipling, (o mais jovem autor em língua inglesa a receber um Nobel) é daquela estirpe rara de Renato Russo, Marco Antônio, Machado de Assis, que conseguem sintonizar genialmente com pessoas de percepção simples ou complexa, com perspicazes e comuns, com exigentes e simplórios. Em determinado trecho de sua poesia, crava: SE ÉS CAPAZ DE, ENTRE A PLEBE NÃO TE CORROMPERES E ENTRE REIS NÃO PERDER A NATURALIDADE... Vale, vale mesmo ler a poesia toda. O trecho que tirei é porque se relaciona às broncas que tenho de novelas porque tiranizam a estética, impõem padrões... Desconfio até de fotos que não há pessoas feias. Todos bonitinhos como em "Malhação". Isso está sutilmente, como símbolo, na raiz da permanência de nepotismo, da sacanagem ancestral dos domínios dinásticos. Isso é uma merda das grandes, escondida na inocência, e ironicamente na inocência de muitos que nunca perceberão que estão escravizados mentalmente e detidos por uma preguiça, uma sonolência profunda como o rei que Gundolf desperta em Senhor dos anéis, e participam de um chá das cinco que se realiza às 1, 2, 3, 4, 5... 13, 14, 15... 24... 0 Hora. E como dizer quem são os feios e o belos e como resolver isso? Que merda complicada... Por isso nós, as formigas, seguimos com nosso pequeno quinhãozinho de folha e a ínfima chama crítica, e, sinceramente, é de agradecer esse quinhão de liberdade... E, a tempo: o frio Maquiavel diz sobre o quanto são feios os aduladores baratos (Maquiavel, pasme-se) e o quanto constituem, ao contrário do que pensam, um problema para o estadista e não apoio, apoio é bem mais, até uma alavanca pode ser mais útil que puxa-sacos... Enfim, sigamos... Sigamos, é preciso seguir... Sigo, sigamos...



Nenhum comentário: