CAMPO DOS GUAICURUS

CAMPO DOS GUAICURUS

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

MEGAUPLOAD, LÚCIFER, JAZZ, BLUES, ROCK... IMPORTADAS DO FACEBOOK



REFERÊNCIAS DAS IMAGENS:

novasdodia.com
simasware.wordpress.com
pingodecultura.blogspot.com
paginadacultura.com.br
blog.maisestudo.com.br

MEGAUPLOAD, SOB "A GUERRA QUE NÃO VEMOS". Ingenuidade pensar que as estradas tão livres da internet assim sempre permaneceriam, permanecerão, "sem preço" (há conta de luz, etc...). Não existe na história humana a instalação continua, plena, anárquica de liberdade, desde que inventaram a palavra e o objeto "CERCA" sob uma filosofia às vezes correta muitas vezes cruel, injusta: "PROPRIEDADE"... Mas um dos lados da história se refere aos autores que jamais recebem um centavo por seus esforços com genuina autoria... Se as orações podem ter uma direção razoável resumida em uma palavra ao fim da "guerra que o mundo não vê", certamente é o termo "equilíbrio". Não se pode servir dois senhores ao mesmo tempo, temos que escolher a ordem, porém é a internet com o peso de sua liberdade avassaladora que libertou muito da alma humana que precisa de gratuidade ou ao menos custos acessíveis e RELATIVO anonimato para determinados atos espirituais em que podemos interagir com objetos e outros de nós. "MEGAUPLOAD, A GUERRA" não é um fato em si, absoluto; é o resultado de uma tensão complexa, de uma guerra constante, anunciada, uma guerra que tensiona a utopia morusniana, a vontade doce de Karl Marx, de Jesus Cristo, de São Francisco, de Madre Tereza e milhões de anônimos que querem os usufrutos terrenos melhores distribuídos, as pessoas com mais graus de paz e alegria. Realmente podemos dar jeito nas coisas (com dificuldades para muitos), comprar livros, comprar cds, etc, etc... Mas se formos rigorosamente honestos e nus em nossas análises perceberemos que há milhões que jamais teriam a porta a esses pequenos paraísos; a porta chamada ACESSO...


Não existe o conceito de dia, de ano, de século ou mesmo de eternidade... Tudo vazio... NADA, mas... precisamos deles... Como expressar as coisas, mesmo nas Ocorrências Celestiais, sem os recursos linguísticos que temos... Três eventos sacudiram os Céus em toda sua magnitude... Um de natureza explosiva, extremamente ativa, Lúcifer se rebela e com ele toda uma Legião de seguidores, sob a liderança daquele que fora o Predileto... Soam trombetas, sacodem todas as coisas existentes e por existir; Deus decreta o fim da comunicação pronta entre eles, corta-lhes grande parte do poder e nomina: "Miguel, Nova Investidura é dada a ti, para que consigas combater o mais poderoso em guerra já forjado na existência; vá, vença-o!" Mas Miguel sabe, isso durará cada nosso dia uma eternidade, e serão muitas... E então... Novo Evento... Tão grandioso quanto o primeiro, a ignorância de homens de muitos e muitos planetas havia errado; Lúcifer é perdoado e Reconduzido, plenamente limpo e reabençoado pelo Pai, retorna para um período de Glória inimaginável... Seu lugar é na cabeceira oposta, onde já estão se alinhando adequadamente todos os outros Archanjos de primeira grandeza, em riquezas visuais distintas entre eles, detalhes que fazem de cada um uma portentosa beleza única; hinos inéditos soam... os compuseram os melhores homens da música, novamente vivos, em aliança com os anjos músicos... Deus e seu Silencioso Filho, Absolutos, serão os primeiros a sentarem-se, o farão na Cabeceira Principal... Os olhos Dela, da mulher que amou, suportou e esperou, acreditou nesse momento, brilha como um bilhão de planetas estelares, cheios de vida... (trecho super resumido de "....", de DS-MCMLXIII, baseado em El Diávolo (Papini) e outras obras, finalmente sendo reiniciado, neste 2012, que ao final espera encontrar leitores... :o).




Tenho certeza, não sei o que é jazz. Tenho uma dúvida, não sei se gosto de jazz. Tenho certeza, não sei direito o que é Blues, tenho certeza, amo blues. TENHO CERTEZA, jamais saberei o que é rock, não consigo nem mesmo saber se o Ramones é com certeza Punk Rock, sei que os amo com um respeito de tamanho e complexidade sem palavras... TENHO CERTEZA, amei Literatura e Rock assim que meus olhos e ouvidos os tocaram. Jamais saberei o que é literatura, direito. Vi (pasmo, e nem tanto...) escritores e críticos lúcidos atacarem aquele que considero o maior escritor moderno junto com Borges, Saramago. TENHO CERTEZA, amo literatura. Creio que as percepções são trêmulas; muito mais trêmulas para alguns... Creio que isso não pode evitar nossas certezas... Todos que estiveram sobre o muro de Berlim caíram junto com o muro, de pé o mundo estará pela luta daqueles que sabiam que deviam derrubá-lo; o mundo estaria mais escuro ainda, se vencessem aqueles que não queriam que o muro caísse (e havia muitos que não queriam). E quando o muro caiu, a estranheza da humanidade mostrou inédita corrida de ex-sóorientais berlinenses em busca de Mac'donalds, ex-sóocidentais berlinenses correndo atrás de pornografia que (!!!!) no lado oriental era liberada a venda... Não tenho certeza de nada... A não ser de que tenho que ter certezas, e que são trêmulas, que a realidade é apenas esboçante na maioria das vezes. Tenho certeza, o meu amor pelo Brasil nasce na mesma fonte que liberta todas as porcarias que critico... As coisas são estranhas, somos estranhos, belos se equilibramos nossa loucura e entendemos os "posso, não posso"; "porque não? mas haverá consequências..." E seguimos... Seguimos... mesmo que tenhamos tão menos acordes, tintas e letras, idéias e agires que os outros... Seguimos... estamos vivos... Seguimos, seguimos, estamos vivos!!!...



 

Um comentário:

Dante Sempiterno - ( dantesempiterno@hotmail.com ) disse...

‎... uma imperiosa necessidade para a preservação da diversidade cultural ea renovação da criação". Nicolas Sarkozy saúda encerramento do site Megaupload.com.
É AQUELE MESMO SARKOZY QUE CHEGOU AO PODER ENCHENDO DE GÁS E PORRADA OS JOVENS (DESCENDENTES DE ARGELINOS POBRES E OUTROS) DESCONTENTES COM A FALTA DE PERSPECTIVAS DA SOCIEDADE DINHEIRISTA QUE OS CERCA. "As palavras, o perigo delas... O que dizem sem estarem..." (PROFESSORA MARIA EMÍLIA, LETRAS - UFMS).