CAMPO DOS GUAICURUS

CAMPO DOS GUAICURUS

domingo, 18 de setembro de 2011

GLOBO NEWS - FACEBOOK - DANTE SEMPITERNO . CRIANÇAS PALESTINAS, CRIANÇAS... UMA, TODAS; TODOS, UM.


REFERÊNCIAS DAS IMAGENS

Obs.: Nem sempre há corrente fiel entre texto e imagens, estas são meramente representativas

temeninaaqui.blogspot.com
escord.deviantart.com
reflexoes-posts.blogspot.com
contentulazereturismo.blogspot.com
mundoemcolapso.blogspot.com
unicrio.org.br
go-to-idee.com.br

Crianças palestinas na periferia (desértica), longe de um tênue avanço econômico do centro de seu "país", como tantas outras, de outros países (Brasil, inclusive), catadores de lixo, vivendo no inferno de disputar na podridão, metais para vender ou alguma comida. Belas fisicamente, e belas ainda em inocências que lhes sobra (verdadeiramente sorridentes) quando o repórter pede que escrevam (na verdade tentem) escrever algo...



São muitas, e não se preocupam (não se envolvem nem mesmo linguisticamente) nos conflitos políticos internos e externos... Apenas disputam avidamente os primeiros espaços a cada chegada de caminhões de lixo... Os que conseguem metais e negociá-los, ganham algumas horas com as famílias que vivem em buracos naturais no deserto, famílias que às vezes assistem na TV Oprah Winfrey, e sonham... sonham...


Sim, TV nas cavernas... Caverna (platônica) na caverna real... Então o jornalista, como não poderia ser diferente em reportagens que buscam impacto: "Qual seu sonho?", para obter uma resposta que fosse de todos... Responde o pequeno palestino, de 11 anos, catador de lixo entre outros 300 (300...) "poder abrir uma conta de facebook"... E pouco depois, no mesmo jornal o anúncio de uma especialista em relacionamentos a estar em outro programa "As redes sociais aproximam ou distanciam?"...


O jornalista olha um objeto junto com um dos catadores, é um celular, e busca saber qual a figura que ilustra a face do aparelho, qual o herói... O menino mostra: Cristiano Ronaldo... (?... $?)... Quando colocaram em uma mosca DNA de um rato e ela recuperou a visão, veio uma pergunta: não somos todos originados em um mesmo Ser enfim?


Estranho... Difícil... Melhor prosseguir... Prosseguir... E agradecer, e tentar fazer algo, pelo vizinho, amigo, por quem? Por alguém... Nem que seja um sorriso suspeito, mas verdadeiro :o)... Bom Dom... Bom Dom... Bom Dom... Os sinos às vezes soam estranho no domingo... Mas dizem Bom Dom... Bom Dom... gagos, Bom domingo...? :o)... O que pode se manter puro? Talvez a tentativa... Pois o Inferno não está cheio de boas intenções, discordo, está cheio de más intenções...


Se há algo verdadeiro na mística, que sobrevive aos melhores cientistas, é o combate feroz entre os valores, eternos e confusos, mal e bem... Mal x Bem... Ele existe... seguramente existe, e até o mais famoso e belo dos ateus modernos, Saramago, dizia: "Seguramente há algo 'invisível e indefinível' que nos separa, neste mundo... Algo aonde estão Deus e o Diabo vizinhando, aonde só poderiam estar, dentro de nós..."


Refletir e agir pelo bem não pode tirar nosso direito de ser feliz, não pode pesar nossas consciências... Fazemos o que podemos? Talvez sim, talvez não... Mas temos o direito de ser felizes, sim, em algumas horas verdadeiras, café, tereré, cervejé (p. rimar, certo?), sexé (p. quem podé e qué). Uma bela tarde de domingo! Preguiçosa... gostosa... Porque tudo recomeça... Segunda vem... quer queira ou não Garfield... E que estejamos revigorados, prontos!


E talvez, uma segunda-feira qualquer acordamos e há uma nova Palestina, um Novo Mundo, melhor; novas manhãs de setembro... Difícil acreditar, mas pode haver uma segunda-feira melhor no eterno retorno, queira ou não Garfield, uma linda segunda-feira...Sorte, Garfield, ou a seriedade seria insuportável... Sigamos... Segunda-feira... Novas manhãs de setembro... venham... Novas manhãs do mundo... 


(Pode haver erros de interpretação na blogada, observando-se que foi baseada em uma reportagem vista aos poucos, mais ouvida que vista, no Jornal Globo News, data de hoje 18/09. O programa não pode arcar com meus erros, para melhor saber, consultar a referida fonte).


Um comentário:

Arilson Barbosa disse...

Dante, aproveitando o ensejo "palestino" dessa sua blogada, envio-lhe um exemplo, a meu ver, da medida da desproporcionalidade de forças antagônicas:

http://www.youtube.com/watch?v=kFnRk3HttJU

Abraço, Chefe!