CAMPO DOS GUAICURUS

CAMPO DOS GUAICURUS

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

DO FACEBOOK 29.09.2011 - SUPERIORES DOS SEMPITERNOS



O que é ser "sempiterno"? O que é alguma coisa? "Nada... e Tudo", responderia Saladino como quando respondeu ao jovem e resistente líder judeu/cristão, derrotado, à pergunta, "O que há aqui, pelo qual se matam os homens?" (lógico, com outras palavras :o) Acho que uma rendição à condição de inerência à imperfeição nas coisas e gentes... Mas, sério, quem basifica a possibilidade chamada vida, não são sempiternos...


Chamamos essas pessoas pelos seguintes nomes muitas vezes: Pai, mãe, irmão, professor, chefe, funcionário, ou "simplesmente" amigo. Pessoas feitas de aço espiritual, que poderiam desanimar e entregar o mundo para a vagabundagem, para a pilantragem tão cheia de truques que levou ao revolucionário Baudelaire à cunhar "O maior truque de Satã é fazer com que pensem que não existe"... Adoraria dar um nome aqui, no face mesmo tem vários... Mas... eles aceitam seguir sem "nomes"...


Darei apenas um nome a todos: "Ordem". Que sejam eternos, ou nós, simples sempiternos, que não conseguimos ser tão lineares e férreos, tão lutadores e corajosos, não poderíamos Ser e Estar. Um viva a quem incansavelmente diz "bom dia gentes!", e segue, com maleta, com pá, vassoura, note, preocupações, tenho que fazer isso, aquilo, e segue, e luta, e estabelece e restabelece; em "Cem anos de solidão", Gabo os chama de Diáfanos: "sólidos, porém, por eles pode passar a luz"... Viva quem trabalha e é honesto... São a base do mundo.


Gente férrea, que chora quando ninguém vê, que sustenta candangos fofos que adoram uma petinha, que responde com o silêncio da sabedoria e continua, que sente vontade de desanimar, de entrar na orda de esculhambadores, mas não o faz, persevera, prossegue, luta por si e pelos outros; consegue ter gozos e orgasmos, pechinchar com o feirante, trocar de conta de terço e repetir o "Pai-Nosso..." E seguir, e celebrar, e dizer, "Não me acovardarei, lutarei para manter isso tão frágil que chamamos de sociedade..."



Embora os sempiternos sejam anjos tortos aliados dos Archanjos Celestes e não demoníacos; embora os bons sempiternos aliancem-se com Chapolim Colorado e os Bons, não são a base da possibilidade Ordem. Estes são os férreos paladinos da ordem, lutando contra tudo e todos, contra os inimigos na trincheira, para começar. Esses são aqueles que vergam as piores barras de ferro, que trabalham para carregar vagabundos de toda espécie...



Sempiternos, lutamos, trabalhamos, fazemos muito do que fazem os archanjos do mundo, esses que mantém-se com contas em dia, emprestam dinheiro para os desesperados, perdoam, realinham os desalinhados, apóiam, ajudam, oram no anonimato, não tocam trombeta, falam pouco fazem muito; mas eles sim, são o sustentáculo, o princípio e o fim... São chatos, mas, heróis podem, todos podem ser honestos e lutar, mas isso não é tudo... há mais, para que o mundo "pare de pé"... Archanjos, superiores a nós, sempiternos, mas, felizmente, estamos na mesma trincheira...

domingo, 18 de setembro de 2011

GLOBO NEWS - FACEBOOK - DANTE SEMPITERNO . CRIANÇAS PALESTINAS, CRIANÇAS... UMA, TODAS; TODOS, UM.


REFERÊNCIAS DAS IMAGENS

Obs.: Nem sempre há corrente fiel entre texto e imagens, estas são meramente representativas

temeninaaqui.blogspot.com
escord.deviantart.com
reflexoes-posts.blogspot.com
contentulazereturismo.blogspot.com
mundoemcolapso.blogspot.com
unicrio.org.br
go-to-idee.com.br

Crianças palestinas na periferia (desértica), longe de um tênue avanço econômico do centro de seu "país", como tantas outras, de outros países (Brasil, inclusive), catadores de lixo, vivendo no inferno de disputar na podridão, metais para vender ou alguma comida. Belas fisicamente, e belas ainda em inocências que lhes sobra (verdadeiramente sorridentes) quando o repórter pede que escrevam (na verdade tentem) escrever algo...



São muitas, e não se preocupam (não se envolvem nem mesmo linguisticamente) nos conflitos políticos internos e externos... Apenas disputam avidamente os primeiros espaços a cada chegada de caminhões de lixo... Os que conseguem metais e negociá-los, ganham algumas horas com as famílias que vivem em buracos naturais no deserto, famílias que às vezes assistem na TV Oprah Winfrey, e sonham... sonham...


Sim, TV nas cavernas... Caverna (platônica) na caverna real... Então o jornalista, como não poderia ser diferente em reportagens que buscam impacto: "Qual seu sonho?", para obter uma resposta que fosse de todos... Responde o pequeno palestino, de 11 anos, catador de lixo entre outros 300 (300...) "poder abrir uma conta de facebook"... E pouco depois, no mesmo jornal o anúncio de uma especialista em relacionamentos a estar em outro programa "As redes sociais aproximam ou distanciam?"...


O jornalista olha um objeto junto com um dos catadores, é um celular, e busca saber qual a figura que ilustra a face do aparelho, qual o herói... O menino mostra: Cristiano Ronaldo... (?... $?)... Quando colocaram em uma mosca DNA de um rato e ela recuperou a visão, veio uma pergunta: não somos todos originados em um mesmo Ser enfim?


Estranho... Difícil... Melhor prosseguir... Prosseguir... E agradecer, e tentar fazer algo, pelo vizinho, amigo, por quem? Por alguém... Nem que seja um sorriso suspeito, mas verdadeiro :o)... Bom Dom... Bom Dom... Bom Dom... Os sinos às vezes soam estranho no domingo... Mas dizem Bom Dom... Bom Dom... gagos, Bom domingo...? :o)... O que pode se manter puro? Talvez a tentativa... Pois o Inferno não está cheio de boas intenções, discordo, está cheio de más intenções...


Se há algo verdadeiro na mística, que sobrevive aos melhores cientistas, é o combate feroz entre os valores, eternos e confusos, mal e bem... Mal x Bem... Ele existe... seguramente existe, e até o mais famoso e belo dos ateus modernos, Saramago, dizia: "Seguramente há algo 'invisível e indefinível' que nos separa, neste mundo... Algo aonde estão Deus e o Diabo vizinhando, aonde só poderiam estar, dentro de nós..."


Refletir e agir pelo bem não pode tirar nosso direito de ser feliz, não pode pesar nossas consciências... Fazemos o que podemos? Talvez sim, talvez não... Mas temos o direito de ser felizes, sim, em algumas horas verdadeiras, café, tereré, cervejé (p. rimar, certo?), sexé (p. quem podé e qué). Uma bela tarde de domingo! Preguiçosa... gostosa... Porque tudo recomeça... Segunda vem... quer queira ou não Garfield... E que estejamos revigorados, prontos!


E talvez, uma segunda-feira qualquer acordamos e há uma nova Palestina, um Novo Mundo, melhor; novas manhãs de setembro... Difícil acreditar, mas pode haver uma segunda-feira melhor no eterno retorno, queira ou não Garfield, uma linda segunda-feira...Sorte, Garfield, ou a seriedade seria insuportável... Sigamos... Segunda-feira... Novas manhãs de setembro... venham... Novas manhãs do mundo... 


(Pode haver erros de interpretação na blogada, observando-se que foi baseada em uma reportagem vista aos poucos, mais ouvida que vista, no Jornal Globo News, data de hoje 18/09. O programa não pode arcar com meus erros, para melhor saber, consultar a referida fonte).


sábado, 17 de setembro de 2011

NOVAS MANHÃS DE SETEMBRO


REFERÊNCIAS DAS IMAGENS:

fernando-averdade.blogspot.com
nossocorpoeocara.blogspot.com
oraculophilosophico.blogspot.com
blogirmaos.blogspot.com
historiadaarte.com.br
bonodavi.wordpress.com


UMA CERTEZA: A FILOSOFIA É CHEIA DE ERROS. UMA CERTEZA, A FILOSOFIA TEM BILHÕES DE ACERTOS. UMA CERTEZA, É IMPORTANTE LER FILOSOFIA. OUTRA CERTEZA, BASTA QUERER E ELA É ACESSÍVEL, MILHARES A FILTRAM.



UMA CERTEZA, POBREZA NÃO É O QUE PARECE SER. LEMBREI-ME DISSO PORQUE HÁ UMA COLEÇÃO DE GENTE RASA DE RACIOCÍNIOS QUE SEMPRE QUER RELACIONAR FILOSOFIA COM RIQUEZA MATERIAL –QUE PORRA TEM A VER DIRETAMENTE ESSAS COISAS?-.


UMA CERTEZA ABSOLUTA E RESTRITA, REDUNDO, EXISTE UMA MERDA INVISÍVEL E PODEROSA NO MUNDO, UMA FORÇA ACORDADA DA PARCERIA DOS IMBECIS EXPERTINHOS CHAMADOS SACERDOTES E O INTERESSE COMERCIAL EGOÍSTA. HÁ BONS SACERDOTES, MAS SÃO CADA VEZ MAIS RAROS... OUTRA CERTEZA... SERÁ QUE NÃO DÁ PARA PERCEBER QUE A LINHA DA PROPRIEDADE É TÊNUE, E QUANTO MAIS QUISER TER MENOS TERÁ? O VAZIO RÓI O CORAÇÃO DO IMPIEDOSO, A QUEM MAIS MALES NÃO APLACARÃO, E UM TRILHÃO DE BAJULADORES NÃO SERÃO SUFICIENTES PARA NADA...


CERTEZA QUE É MELHOR ESQUECER GAFES DE VANUSA, LEMBRAR QUE ELA CANTOU “MANHÃS DE SETEMBRO”, LINDA... MELHOR LEMBRAR QUE O VIGOR DE UMA MANHÃ SABADINA EM QUE O ÁLCOOL POUCO A POUCO PERDE SEU DOMÍNIO E O CAFÉ, UMA FRUTA DOCE, VÃO DESENCANTANDO AS BRUMAS E ENCANTANDO AS CORES VIVAS DE “SOU/ESTOU”...


LOGO DE MANHÃ O ANTERO ESTAVA FALANDO SOBRE O PALMEIRAS, SABE, ATÉ HOJE NÃO DESCOBRI SE ELE NASCEU MAL HUMORADO, ELE TEM UMAS SACADAS E UNS ABSURDOS... MAS FOI BOM VÊ-LO. É FIRME, TEM UM RELACIONAMENTO JORNALÍSTICO ÍMPAR NA PARCERIA COM O PESO PESADO. E SEU MAU HUMOR É CHEIO DE BOM HUMOR, É, GOSTO DO ANTERO E DO GORDÃO JUNTO COM ELE, OS CARAS SÃO BONS... AH, E O FELIPÃO, PORRA, O FELIPÃO É FODA NA HORA DELE, QUE LÍNGUA FERINA, HÁBIL, FRANQUEZA TODA É IMPOSSÍVEL NO MUNDO, E AINDA MAIS EM “MUNDO ABERTO”, MAS ELE CONSEGUE MUITA COISA... CARA, O FELIPÃO MERECE UM BOM BIÓGRAFO: ME CANDIDATO! SÓ COBRARIA OS CUSTOS, SERIA UM MARKETING E TANTO, UAU!


EVERLASTING LOVE... U2... ESTAMOS CONVERSADOS, SUPERPOP É U2, GOSTO DO BEATLES, MAS... É... U2 PASSA A SER O N. 1, PERDOEM-ME MELANCÓLICOS E SAUDOSISTAS... PERDOEM-ME FANÁTICOS DOS BEATLES... U2... RESGUARDADOS OS ASPECTOS REVOLUCIONÁRIOS, HISTÓRICOS, A GENIALIDADE DE CADA UM, SIM, U2 A N. 1...


A VERSÃO AO VIVO, COM GEMIDO DE TESTE, DO TALKING HEADS, PSYCHO KILLER, CBGS, É COISA PARA SEMPRE... (BIRÃO SABE TUDO) É DIAMANTE DE MUSEU MEMORIAL COLETIVO... E SE EXISTE MUSEU DO SOM E ELES NÃO TEM ESSA MÚSICA EM DESTAQUE... BOBEARAM, É UM MARCO SOB VÁRIOS PONTOS DE VISTA.


SÁBADO...


ACHO QUE VOU ME REPETIR, AINDA NÃO ESTOU TÃO LÚCIDO, PRECISO REPETIR ALGUMAS COISAS... VOU BUSCAR DO FACEBOOK, É ESCREVI ISSO LÁ PARA MEUS AMIGOS FACEBOOKIANOS... VAMOS VER...


Um sábado limpo, de lucidez. Ele pode ter sido embotado pelo álcool na sexta-feira. Um leve torpor que pode ganhar força hoje e produzir um estado meio etéreo na mente, mais do que é possível... Mas também pode (o que é melhor) ser zerado o álcool, ganhar completo espaço a lucidez e eu ver o setembro como ele merece, e as coisas do eterno retorno do dia, quem sabe com tons antigos e melancólicos, mas, vivíssimos e com nova magia. Acho que de maneira simples Nietzsche pôs ao nosso alcance pensar e sentir assim. Potencializar cada dia, como uma nova eternidade. E Dylan pode reforçar aí; “e a morte perde seu domínio”, o mal, em si, não nos toca, protegidos e iluminados por nós mesmos, façamos o dia, dia... E extraiamos o melhor das pessoas, porque podemos exercer esse poder... E prosseguimos, e seguimos, há cheiro de café por aí, quem sabe um pão de queijo, um pão com margarina, uma fruta para anular o leve gosto de ressaca... E seguimos, seguimos, prosseguimos... É sábado... setembro... quem sabe os vizinhos não saibam cantar, nem com a ajuda da Vanusa... mas os pássaros sabem, e sabem que é setembro, pois seus jornais, o clima, as flores o dizem... é setembro, pássaros, é sábado... Voemos... Temos asas e sempre vem o novo dia... Expulsemos mal estares, dores; e tragamos cores... É setembro... é sábado... um novo dia, um eterno retorno... temos potência... Sigamos... sigamos...

domingo, 11 de setembro de 2011

MANHÃS DE SETEMBRO - MAIS DELAS... E SIBIPIRUNAS


REFERÊNCIAS DAS IMAGENS:

timblindim.wordpress.com
olhares.aeiou.pt
jardineiro.net
lucianakotaka.com.br
sucesso.powerminas.com


Sequer de nós mesmos conseguimos dar informações confiáveis.



Façamos uma análise honesta, uma varredura pontual e geral sobre quem somos. Quais são nossos principais interesses, o que defendemos, de que verdadeiramente gostamos; e outros pontos devem ser vistos para se chegar ao: “Sou este!”. Isso, mesmo com toda a honestidade possível encontrará barreiras.


Onde quero chegar? Se a ti próprio, quando consegue se olhar franca e externamente, sem lisonjas, com crítica análise, encontra dificuldades em estabelecer o “sou...”. Então como saber quem é o próximo? O outro? Que parâmetro utilizar para ter as pessoas o mais reais possível próximas de ti?


Difícil... muito difícil sabermos quem são as pessoas, o que pensam e o que querem de fato, que visão tem de mundo e que paixões regem seus atos verdadeiramente.


Sou o primeiro dos sempiternos, nasci em 1963, e às vezes, quando me desconheço e a meus atos, ao ponto de lamentar uma fuga acima da média de meus arbítrios alcançáveis, só posso entender que meu destino é mais comandado que de outros, em direção a ações que entendo como belas, mas das quais gostaria de fugir; pois me sinto o mais cansado dos homens e sou obrigado a, assim mesmo, como o velho capitão de futebol (personagem de Dennis Quaid no maravilhoso “Um domingo Qualquer”, com Al Pacino e show de interpretações também de outros) a sentir que o cansaço final parece ter chegado. Mas isso tem que ser chutado para longe... Preciso me revigorar de mim mesmo e pronto, sem uma sequer alternativa.


Sim, frente ao cansaço que tenta me anular, algo acontece... E quase que sem perceber estou novamente no ringue chamado vida... Sem medo de ouvir soar o gongo de abertura...


Olho o inimigo e, como Borges, não consigo deixar de me surpreender, sou eu mesmo. Sou o próprio inimigo de minha própria luta, que paradoxo infernal... Mas também divino, pois o conheço em parte e poderei atacar onde sei que deve ser atacado; poderei me defender do que sei que poderá me atacar...


Aspiro o ar da manhã, de uma manhã qualquer de domingo... De um mundo em que vivo a quase meio século... Consigo trazer o cheiro das cascas arvorais, do verde e amarelo das sibipirunas tomadas por térmitas, mas não vencidas... É setembro... Facilita-me saber que a maioria das lutas que vem aí são apenas repetições de mil primaveras que vieram e se foram... E facilita-me saber que tenho amigos poderosos, no sul, no centro-oeste, leste, oeste e principalmente meio norte Campo Grande... Facilita saber que só luta sozinho quem não vai a Roma...


Jamais saberei quem exatamente sou; jamais saberei exatamente quem são as pessoas que continuo a chamar de amigos a mais de décadas... E novos amigos que realmente inspiram confiança... Mas sei que julgo com compaixão, se há de ter paixão; sei que sou capaz de dividir minhas conquistas; que tenho grande dificuldade em dizer “não”, porque me causa imenso prazer dizer “sim” a quem realmente precisa... E sei que gosto de literatura, de xadrez, de conversar, gosto de futebol e filmes melosos bem feitos que me fazem chorar, gosto de dizer “bom dia, boa tarde, boa noite”, gosto de partilhar e compartilhar enfim... E sei que a maioria das pessoas com as quais me empenho em “não perder”, são como eu...


É... hoje o blog foi, “querido diário...” Como não refletir hoje, a despeito de qual a importância particular do 11. Somos midiáticos e ignorando a maioria dos posicionamentos políticos, o que importa afinal é que somos um só, e pensar diferente disso torna a luta muito mais difícil, eu sei...


Não sei direito quem sou, não sei quem és, quem são; mas considero não me perder de minha própria humanidade e a consciência de que preciso recomeçar eternamente, e somente isso me torna de fato vivo... E que jamais podem estar ausentes de meus eternos recomeços: o mesmo do melhor que pertence a mim, as coisas simples do meu ser, que encontram guarida na explicação da palavra “amor”. Em movimento, “boing!!!!!” Mais um round começa! Vamos!!!