CAMPO DOS GUAICURUS

CAMPO DOS GUAICURUS

sexta-feira, 18 de junho de 2010

SEM PALAVRAS

FONTE: substantivoplural.com.br



JAMAIS, PARA MIM, ESSA CURTA FRASE: "SEM PALAVRAS", TEVE TANTO SENTIDO...

terça-feira, 15 de junho de 2010

EU AMO A MELANCOLIA








REFERÊNCIAS (IMAGENS):
stelinha.blogger.com.br
myspace.com
gataescondida.wordpress.com
tr00dee.spaces.live.com
dpchallenge.com
Não porque queira. Amo porque não tenho saída. E não é ruim. Sabe, acho interessante quando alguém tenta te vender algo que é absolutamente claro que não queres. Por exemplo a filosofia e crença cristã, vender Edir Macedo ou Soares, ou outros reinventores cristãos. É até bonitinha a inocência de alguns revendedores de fé, e, sim, parecem santamente ingênuos, acreditando em tudo que dizem sobre as apólices divinas. Vão ficando com olhinhos brilhantes, e descrevendo as maravilhas da fé, e o quando é maravilhoso dizimar e ajudar os caras (sempre na boa e velha máxima -dou, e não me interessa o que fazem, fiz minha parte), e isso, e aquilo, e dê-lhe uma mistura de auto-ajuda e nova conceituação sobre o mesmíssimo do mesmísssimo de séculos. Mas a pior parte para mim é ver o valor que dão a uma alegria que não percebo na vida do dia a dia deles. Parecem muitas vezes esquecer que não é tão complicado saber como é a prática de suas vidas. Mas, tenho uma relação bastante pacífica com todos os cristãos. Minha mãe é evangélica (numa versão muito particular, mas é); então como não procuraria a paz nisso... Além disso, esse povo de Deus, de tempos vem dominando tudo, e vai que eu me vejo numa balança decisória para ser ou não contratado como roteirista, por exemplo, da Record? Estão cada vez mais dominando tudo... Então... Bem... Mas, o que mais me incomoda com o povo alegre, é não entenderem que a tristeza, a melancolia, tem um modo em que vale muito mais que as alegrias, sejam quais forem... Como? Bah!!! Santo Salomão, santa leitura em que se lê e não lê, que leem? Só a justificativa para o dízimo? Morrerão sem saberem a alegria que existe na tristeza; amo a melancolia :o))o:

domingo, 6 de junho de 2010

FOI SEMPRE ASSIM?






REFERÊNCIAS (imagens)
christianorocha.wordpress.com
paradoxofeminino.blogspot.com
pseudopinião.blogspot.com
osaldanossapele.blogs.sapo.com

É o que não tem como não perguntar. O Diogo Mainardi disse que parou de escrever livros porque suas idéias esgotaram para isso, e uma coisa dessas me pareceu na primeira vez que pensei sobre isso, assustadora. Aliás, o estilo "pokeriano" dele escrever, me levou a perguntar: "não seria um blefe?". Mas, essa incômoda implacabilidade nietzschiana do "eterno retorno", é realmente muito presente em todo raciocínio sério sobre a humanidade, e também o "a natureza dá um longo rodeio para entre muitos selecionar uns poucos". Remo Bertelli foi o primeiro sujeito a me dizer essa frase, e a apresentar diferentes posicionamentos sobre Nietzsche e tanto mais. Mas o que foi sempre assim? E tem que ser assim sempre? Propagandas de cerveja, é uma regra serem tão estúpidas? Novelas, é regra serem tão bobas? Aí vem o que é estúpido, ô sábio? O que é boba, ô sábio. Não tem resposta, é como você dizer: Um dos melhores atores que já vi, é Sidney Pollack (ou seria Polak?), por que? E porque os filmes do Woody Allen são bons e um "se eu fosse você" é tão ruim. Sou americanista, europeíno, desvalorizo coisas brasileiras? Não, Raul Cortez era brilhante, e houve e há ótimos atores, embora esse cenário novelístico brasileiro, ou de pastelão fino muito ruim, ou de draminhas caricatos, um "melrose" de quinta categoria que nunca acaba, propicia algo que mais parece que são a maioria dos atores uma panela de compadres pobres e "vai você também", de alguma origem fisiológica tenebrosa... Mas terá sido sempre assim? É sempre assim? Pois entre pensar coisas boas e fazer coisas bobas, prefiro a primeira opção. Assistir um bom filme, mil vezes, melhor que ver mil filmes bobos diferentes. E sempre esperando que a opinião de algum colega ou crítico acerte "não, desta vez melhorou..."; "e não sei que, e não sei que..." Será que foi sempre assim? Acho que talvez, mas parece que há algo novo, tudo parece que vai piorar... Ao menos pelos anúncios televisivos que vi por hoje sobre a próxima novela... arghhhhhhh... SERÁ QUE VAI SER SEMPRE ASSIM?