CAMPO DOS GUAICURUS

CAMPO DOS GUAICURUS

segunda-feira, 26 de abril de 2010

AS TEMPESTADES






FONTE (IMAGENS):
mazinhobrasil.wordpress.com
palavramulher.blogspot.com
blairponjinha.blogspot.com
theherocomplex.tumblr.com
Elas combinam com o silêncio, isso é estranho, e assim as amo... Já tive menos temor ainda das tempestades e saia descalço, ruas afora, desafiando o perigo... Olhava para o céu, para os raios... Sempre detestei o calor, e gosto da sensação da água fria passeando em minha pele, procuro senti-la, imaginá-la entrando solo adentro, pelas gramas sorridentes... Eu nunca vi roseiras sob as tempestades leves, gostaria de ver minhas rosas preferidas, amarelas-vivo, em luta com o vento, fazendo de tudo para segurar as pétalas ainda jovens... Eu já estive, em momentos de ausência da prudência, tempos adolescentes, em um bosque fantástico, perfeito, matas altas e gramados, durante chuvas e raios... Salvaram parte dele e hoje é um parqueEntre o medo e o fascínio, eu conseguia sintonizar com o Mestre das forças naturais, na única forma que consegui até hoje, sim, sem jamais... Talvez mais algo como um misto de imaginação e intuição... Em determinados momentos o medo era total ausência, vinha apenas um intenso prazer, como se fizesse casto amor com as árvores verdes e úmidas, como se pudesse beijar na boca de abelhas irreais que venciam a tempestade para banho de chuva... O real e irreal se fundia em meu ser eternamento imaginativo... Mas o melhor era quando sumia tudo e a realidade era tão pura que assustava... a água, fria, os raios, o barulho e os clarões... O meu amor por mim próprio tem sua melhor face nesses momentos de tempestade... quando sinto certeza do retorno a algo do qual só vim para um sacrifício que parece cada vez mais inútil... Salvo apenas por Dionísio e pela mais brilhosa das pérolas humanas, o amor a um alguém... Rocío, ó Rocío de águas finas e de olhos lunares e solares... Mas a tempestade gritava, cantava naquela tarde insólita sua solidão para mim... Não havia casas, os bichos tinham fugido todos, o verde e o cinza-branco brilhoso reinavam em franco amor em toda a minha volta... Aos poucos acalmava-se tudo... a tarde dizia, "volte menino", e eu carreguei meu prêmio, somente eu e o Senhor dos Senhores estivemos naquela tempestade, em uma amizade a qual todos tem acesso... sem dízimos... :o)... Ontem conversei com a Thaís, ela é fantástica, parece fumaça mágica, ela disse que minha espanhola é linda! E me deu a url do blog dela: www.naomebeliscaqueeutosonhando.blogspot.com . Gostaria muito que ela se envolvesse com escrita e fotografias, ela tem muito potencial, é direta, seca, e independente... Gosto muito dessa menina, sempre gostei... genuína, forte, grande!

Nenhum comentário: