CAMPO DOS GUAICURUS

CAMPO DOS GUAICURUS

sexta-feira, 11 de julho de 2008

YAHOO SERIOUS - ARTE

video

Fonte: Youtube

Esse clip é do que chamo de arte leve. Tenho uma opinião bastante comum sobre a arte, acho que é simplesmente uma linguagem absurda, porém sem o sê-lo. Quando alunos me perguntam o que quero dizer com isso, uso o absurdo. Em meus tempos de criança havia uma cultura que nem mesmo vislumbro (pode ser um engano meu) nos dias de hoje, era a cultura de se falar e imaginar marcianos, seres verdes e comunitários como os "terráqueos". Então digo que se quisermos falar dos marcianos, teremos sempre que usar referências terrenas; para descrever uma mesa marciana, teremos que usar nosso conceito de mesa. Assim, a arte para mim é um absurdo que não pode jamais se libertar da realidade. É uma tolice tão comum quando o dualismo religioso que quer separar o cérebro de Paraíso, Inferno e personagens divinos, querer postar o mundo da poesia e o "mundo do mundo". Maravilhosos poetas e críticos, como os argentinos Enrique Molina e Aldo Pellegrini já explicaram o suficiente que isso é uma impossibilidade. "Um olho no peixe outro no gato", diz um ditado popular que esclarece toscamente meu posicionamento de que entrar em transe ou transa com a arte e gozar, depende (a partir e até certo ponto) em mesmo nível, da magia do gozo sexual: saber que algo estranho, que nunca entendemos totalmente, está em jogo. Como no caso da criança que transforma um avião de plástico em avião real, mesmo que haja aí outros jogos ainda mais complexos que façam uma criança levar o imaginário aviãozinho simplesmente a voar enquanto diz "zummmmmmm"; outra a realizar um vôo imaginando-se com sua família dentro do avião; outra imaginando além do avião, torres ou prédios 'abaixo'. Enfim, a criança ensina, quando brinca, como é que se encara a arte. Quem puder locar "O Jovem Einstein", com Yahoo Serious, terá uma lição sobre a arte, no tocante a uma das suas escolhas, o cinema. Digo uma de suas escolhas, não me referindo às escolhas de Yahoo, sim da arte, ela "escolhe" seus modos, teatro, cinema, conto, música, tela... etc. Enquanto não assistem o filme, aí uns trechinhos de "O Jovem Einstein".

video

Um comentário:

Gutemberg disse...

Dante!!
Gostei bastante do que escrever e também de poder voltar no tempo. Relembrar bons momentos. Lembrar que foi você que me fez despertar o gosto pelo esporte e pelo cinema.
Sucesso meu mano querido.