CAMPO DOS GUAICURUS

CAMPO DOS GUAICURUS

terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

QUE GLÓRIA MISERÁVEL VER MEUS GANHOS TODOS SAÍREM DE PERDAS...


Por que não me conforto em mim próprio? Tenho consciência tão miudamente plena, tão acurada, do que deixo de ter simplesmente porque a bondade que busco é justamente a que afasto. Teus cabelos em cachos, loiros, tua pureza e teu cheiro, tua honestidade, teu querer tão correto, teus pedidos tão justos e simples...Afasto de mim tudo isso enquanto o lado negro de minha alma quer nostalgiar meus ombros, meus olhos, quer transformar em fruta seca e escrava, meu coração. Oh, quem dera, Origem, compreender um pouco mais para perdoar essa dádiva de perceber as patetices e não poder afastá-las com cálice e tudo. Assim, eu sou, assim, tão inconstituído. Teus cachos loiros, teu olhar, o adocicado do meio de tuas pernas e dos bicos de teus seios, e tua boca, que saudade de você... Te afastei de mim porque os homens são irremediáveis tolos e sou um homem, um tolo... Mas sei tanto o teu valor, que mesmo que te explique mil e uma noites, não conseguirei de teus olhos as lágrimas que quero. Choro por mim mesmo, como sempre chorei... DS DS DS DS DS DS DS DS DS DS...

Nenhum comentário: