CAMPO DOS GUAICURUS

CAMPO DOS GUAICURUS

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

POESIA PEDE POESIA






ESSA AÍ ACIMA É CHRISSIE HYNDE VOCALISTA DO THE PRETENDERS, OUÇAM "STAND BY YOU", DELA, VEJAM A TRADUÇÃO EM PORTUGUÊS E TREMAM.

Hoje alguém me "pediu uma poesia". 

Fico pensando... "Serei literato, caso não morra antes, enfim, nada aconteça antes de meu "ser literato". 

Mexerei até o final de minha vida com poesia. E sabendo que a maioria das pessoas sabe muito pouco de poesia, mesmo que utilizem a poesia o dia todo, o tempo todo, na necessária magia de linguagem. Sim, porque o que realmente difere os homens do restante dos animais é a poesia. Cérebro complexo? Sim, por causa da poesia. Se Deus existe, com certeza a primeira reivindicação que faria à humanidade é de ser Ele o maior poeta. Sua escrita é o mundo, a beleza da abelha amarela e negra, a penetração sexual com paixão mútua, o choro de um bebê sendo aliviado, águas limpas, peixes livres ou fritos... Um gol do Ronaldinho com a camisa do Palmeiras, enfim, a complexidade do mundo.

Mesmo o "lado negro", os crimes e as barbáries que se alastram pela parte ruim do livre arbítrio. A pessoa que me pediu "uma poesia pra ela", tem direitos, muitos, é uma pessoa especial, aliás, especialíssima. E por isso colocarei uma pequena poesia para ela ao lado do escrito que transcreverei, de um poeta argentino. 

As pessoas não conhecem poesia, e nem os poetas conhecem direito a poesia... Mesmo os gênios nela se confundem... Mas essa palavra, conceitual ou magicamente, e às vezes até comicamente, vai existindo, vai existindo... 

Poesia, dos cabelos longos e amarelos, do sorriso metálico de menina, do soluço comovente e olhos ardentes... Poesia de se render sempre ao final para que haja a solenidade da calmaria... Moça sempre, tímida naturalmente... ruboriza e desconcerta-se com conversas sobre semente... Oh Deus, protegei essa moça de cabelos de sol ardente... Ela nunca mente, ela "É", e o Senhor, certamente, tem em seus anjos muito dessa moça do mundo, uma moça antes de tudo, decente.

Nenhum comentário: